1 de dezembro de 2010





O que te torna desumano não é o teu medo
mas a tua ignorância!

Só por isso me discriminas, 

e nem reparas
como é igual a linha redonda dos nossos olhos.



22 comentários:

Dulce AC disse...

João...muito certas estas tuas palavras para uma realidade à qual temos de Ser presentes abraçando pessoas...estando no pouco que for, não será jamais a indiferença...

um beijinho grande
e a música é maravilhosa
dulce

Ana Martins disse...

Boa tarde Maria João,
arrepiante de tão verdadeiro!

Beijinhos,
Ana Martins
Ave Sem Asas

. intemporal . disse...

.

. quando a assertividade se resume [englobando porém a realidade torta] a estas palavras tão bem ditas e até benditas .

.

.

.

. do en.carnado sangue que nos per.corre as veias, também, da poesia .

.

. deixo.te um beijo de íris .

.

. teu amigo, .

.

.

. paulo .

.

Sonhadora disse...

Minha querida

Uma verdade tocante, mas infelizmente verdadeira.

beijinhos com carinho
Sonhadora

BRANCAMAR disse...

Magnifico texto Maria João. Em poucas palavras diz tudo, imenso.
Obrigada por todos nós seres humanos, porque é tão "igual a linha redonda dos nossos olhos" e porque o mundo fica mais rico quando todos forem menos ignorantes nestas matérias e se abraçarem na mesma luta.

Beijos de carinho
Branca

AC disse...

Maria João,
E, por mais que nos esforcemos, continuamos a ser tão ignorantes na compreensão da vida...!
(O seu olhar sobre as coisas é sempre nascente de água fresca)

Beijo :)

Sofá Amarelo disse...

A fragilidade torna-nos todos iguais, mais medo menos medo, mais ignorância menos ignorância... porque a linha redonda dos olhos não mente, nem uns são mais redondos que outros... por isso a discriminação não tem qualquer valor... ninguém fica a ganhar com isso...

Uma PROFESSORA apaixonada.... disse...

Simples, verdadeiro, e tocante...
Beijos,
Lu

Mar Arável disse...

Combater a indiferença

porque não basta ter razão

Bjs

Jaime Latino Ferreira disse...

MARIA JOÃO


Querida Amiga,


O que me torna humano
é não ter medo
de mais saber

É não lutar contra
mas por
vencendo a descriminação
e tornando-nos a todos iguais


Um beijinho


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 1 de Dezembro de 2010

manuela baptista disse...

e na linha redonda do teu olho

desenho uma linha tão maior
que dá a volta ao espelho
onde me vejo

pequeno
mas com a coragem do amor

...na humana igualdade que partilhamos

um beijo, Maria João!

manuela

Lídia Borges disse...

Toca-nos, de forma indelével...


Um beijo

Eduarda disse...

Maria João,

sempre tanta ignorância ou egoísmo diante da vida.

arrepiante mas belo.

bj

Vieira Calado disse...

Pois, amiga!

A ignorância é um piores males.

Tudo afecta.

Até o bem estar e saúde.

Beijocas

Mel de Carvalho disse...

Tão iguais somos e quão distantes nos tecemos, tantas vezes, dos que achamos "diferentes"...

amiga, na linha dos teus olhos, navego certa de que me darás a mão sem medo, e contas com a minha, laço lique.feito - para além do sangue, suor ou lágrimas - mas sempre, e nunca ignorando, que todos somos

um só ...

e eu aqui, de novo (tão)orgulhosa ...

beijito, amiga, "inté"
Mel

Nilson Barcelli disse...

E a ignorância está na origenm de tantos males...

Não faço ideia como é que fazes, mas a verdade é que consegues dizer coisas belíssimas, que ninguém mais disse, a propósito de uma data e de uma causa.

Um beijo, querida amiga.

MariaIvone disse...

Uma tão grande mensagem contida numa pequena frase que em si só é um poema. Como podemos ignorar a igualdade contida na linha redonda dos nossos olhos!?
Lindo Maria João!

Quanto ao comentário que colocou no "acontagotas" gostaria de lhe dizer que acertou em 50%. Eu sou antiga, pena não ser sábia. :) :)

Beijos

Rafael Castellar das Neves disse...

Boa!! Tem toda razão...gostei!

☆Fanny☆ disse...

Passeei pelo teu blogue e adorei este momento.

Voltarei outras vezes.

Beijinho*

Fanny

biian souza. disse...

*---*

Gosta de ler?
www.biiansouza.blogspot.com

Sua opinião e sugestões são muito importantes.

Desde já agradeço.

A.S. disse...

Por detrás da ignorância, esconde-se o egoismo, a arrogância, e todos os medos!
Na linha dos teus olhos, vejo sensatez, serenidade e coragem!

Beijos M. João!
AL

Filoxera disse...

O medo, a ignorância, fecham-nos os olhos e a alma. São gaiolas que nos privam da liberdade de vermos as coisas sem juízos de valor, de nos colocarmos na situação dos nossos semelhantes.
Beijinhos.