28 de novembro de 2010

Isto dá que pensar (8)


Há gestos que parecem difíceis,

simplesmente porque nos esquecemos

de os incluir nos nossos dias...



... e eles são, em simplicidade,

aqueles que devolvem à nossa vida

a humanidade que tantas vezes nos falta.


21 comentários:

BRANCAMAR disse...

É sim Maria João, destes gestos tão simples que se faz a felecidade de muitos que é feita de coisas que parecem tão pequenas e que não nos custam nada. É preciso estarmos atentos, sempre, ao que nos rodeia, sem desculpas ou preconceitos, todos os dias do ano. Obrigada por o lembrar.
Beijinhos.
Branca

Carlos Albuquerque disse...

Não conhecia o vídeo.
Confesso que ao vê-lo me emocionei.
Como um gesto tão pequeno, tão simples, pode transportar e transmitir tanta HUMANIDADE!
Quanto temos ainda para aprender, assim o queiramos!
Obrigado, minha querida Amiga por ter partilhado este momento.
Beijinhos

Carla Farinazzi disse...

Maria João

O vídeo emociona. E nos faz lembrar de quantas oportunidades temos para exercer a generosidade e a gentileza. Muitas vezes, um olhar, um gesto, um carinho, significam salvar alguém. E são coisas tão simples de se fazer!
O vídeo casa à perfeição com o nome de seu blog, Pequenos Detalhes.
Com certeza, pequenos detalhes fazem a GRANDE diferença!

Beijão

Carla

Sonhadora disse...

Minha querida

Lindo e emocionante, realmente esquecemos no dia a dia pequenos ndas, e quando queremos é tarde, adorei a mensagem.

Beijinhos com carinho
Sonhadora

Eduarda disse...

Maria João,

Nunca será demais alertar para gestos tão simples.

O ue mais me dói, são as pessoas que olham para o seu umbigo.

bj

AC disse...

"... e eles são, em simplicidade,
aqueles que devolvem à nossa vida
a humanidade que tantas vezes nos falta."
Maria João, nunca é de mais recordar estas pequenas coisas. São elas, como muito bem diz, que preenchem o nosso sentido de humanidade.

Beijo :)

Jaime Latino Ferreira disse...

MARIA JOÃO


Querida Amiga,


Há gestos que sendo difíceis
de tão humanos e simples
se tornam fáceis


Um beijinho


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 28 de Novembro de 2010

BRANCAMAR disse...

Emendo o erro acima - felicidade, num conteúdo de um comentário que podia ser muito mais vasto.
Quantas vezes ao ver assim uma cara mal humorada penso se a vida não está a ser madrasta demais para aquela pessoa e lembro muito a minha primeira professora de Religião e Moral que nos ensinava a desenhar um sorriso todas as manhãs para todos que faziam parte do nosso dia ou nos serviam, como por exemplo o cobrador do transporte e a dizer-lhes um obrigada. Lembro da minha mãe, do carinho e amizade com que todas as semanas tinha a visita de um velhinho e não só, pessoas que sabiam encontrar ali para além de uma mão que dava um refúgio de carinho, um sítio acolhedor, lembro da minha avó, que tão pouco tinha e tanto dava e essas mulheres da minha vida foram tão simples e tão felizes, tão sofredoras nas dores dos outros, mas tão realizadas na vida partilhada.

Testemunhos que me comovem, que me envolvem, que são o doce beijo das minhas raízes...

Beijinhos para si Maria João, mais uma vez, por este testemunho, simples, mas grandioso, que se repetido por muitos faria toda a diferença.

Com amizade
Branca

Dulce AC disse...

Muito bonito de tão simples este vídeo Maria João..
Na vida devemos ousar estes gestos porque são eles que lhe dão o sentido pleno...

Muito obrigado pelo testemunho tão forte e tão simples... que fica para reflectirmos.

Num abraço muitos muitos beijinhos..:-)

Dulce

Lia disse...

Como dizes,a humanidade que tantas vezes nos falta...

Muito bonito!:0)

Beijinho e boa semana*

António Gallobar disse...

Olá amiga

Ainda ontem... quando se viu a adesão que houve a favor dos que mais precisam, vendo os sorrisos de quem dirige o Banco Alimentar, faz acreditar que é possivel, parafraseando-a,
tornar este mundo mais humano e fraterno.

Obrigada pelo belo post
Beijinho

A Diletante disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
manuela baptista disse...

fazemos tantos gestos todos os dias!

outras vezes, gesticulamos

uns são grandes e inúteis
outros agressivos e magoam
e sobram aqueles com os quais nos magoamos

o ruído é muito e a condição humana desumana

depois

há os que não se vêem, os discretos, sussurrados

desapercebidos porque tão pequenos,
mas sentidos, fazem-nos falta, fazem-nos sempre muita falta...

neva nas terras altas e há quem não tenha meias de lã

mas a Maria João

tem no coração um novelo com tantas pontas e deixa-nos pegar numa qualquer!

um beijo

manuela

A Diletante disse...

Maria João,

Este vídeo fez-me sentir orgulhosa de, apesar de tanta gente que não presta, pertencer a um povo que se manifestou de uma solidariedade fantástica nos últimos dias na campanha para o Banco Alimentar.
Nisso, realmente não precisamos de lições!
Precisamos é de dar uma lição àqueles que enriquecem pornograficamente... são casas, são peças de arte, são mordomias...
tudo "roubado" a este povo martirizado.
Bem hajas, minha amiga.

Um beijo da Meg

Virgínia do Carmo disse...

É verdade Maria João... as pessoas andam tão distraídas...

Comovido abraço...

. intemporal . disse...

.

. e assim começa a generosidade .

.

. aqui .

.

. onde o gesto, todo ele, é um acto revolucionário, re.memorando o poeta .

.

. grat.íssimo e um beijo meu, maria joão .

.

. de coração para coração .

.

Uma PROFESSORA apaixonada.... disse...

Eu sou uma emotiva de natureza, a primeira vez que vi esse reclame eu derramei inúmeras lágrimas, o que aconteceu exatamente hoje ao revê-lo depois de tanto tempo!
Infelizmente são atitudes que raramente são encontradas no nosso dia-a-dia.
Beijos,
Lu

JB disse...

E ainda bem que conheço o seu espaço, com uma mensagem destas! Na simplicidade dos gestos reflecte-se a essência do ser humano...

Beijinho

Lídia Borges disse...

Penso que dar é sempre muito mais fácil do que receber.
Parece-me que todos somos, de algum modo, responsáveis pelo aumento desmesurado da pobreza no mundo e por isso, o acto de dar contém um quê de egoísmo - atenua a nossa culpa.
Muito bom seria que ninguém precisasse de estender a mão. Mas
enquanto isso não é possível, multipliquemos os gestos que o vídeo sugere e esperemos dias melhores.

Um beijo

Ana Martins disse...

Um incentivo à reflexão profunda, bem-haja!

Beijinhos,
Ana Martins
Ave Sem Asas

Sofá Amarelo disse...

O bom humor não enche o estômago na verdade e há pessoas que chegam a uma situação que não só nem conseguem sorrir, mas já não sabem sorrir... o tempo moldou as rugas da tristeza e não tempo que as apague...