19 de janeiro de 2010

Pelo que pode ser feito....



Não podemos estar todos lá, onde tudo suplica pela nossa humanidade!

Mas, quantas vezes pensamos no nosso vizinho que talvez precise de nós, só para sentir que ainda é gente?



“Faça tudo o que puder
Por todos os meios que puder
De todas as maneiras que puder
Em todos os lugares que puder
Todas as horas que puder
Para todas as pessoas que puder
Enquanto você puder “

John Wesley


FAÇAMOS POIS......

14 comentários:

Mariazita disse...

Conselhos muito pertinentes e cada vez mais necessitando de divulgação.
As pessoas fecham-se nas suas conchas, não convivem, não se interessam pelo vizinho do lado.
E quantas vezes ele não estará precisando de ajuda e não tem coragem de a pedir?!
É urgente deixarmos de olhar para o próprio umbigo, e prestar mais atenção ao que/a quem nos rodeia.
Óptimo post.

Beijinho, amiga.
Mariazita

Meg disse...

Maria João,

Bons conselhos, na verdade. Pena nem sempre nos lembrarmos deles, na vertigem do dia a dia, até que um cataclismo qualquer, longe ou perto no mundo, nos vem acordar para uma realidade bem dolorosa.
E aí, realmente paramos para pensar.
Para muitos, tarde demais.

Beijinho para ti

Nova Civilização disse...

Amiga,

obrigada pelas palavras. Penso que muitas vezes pensamos em não saber como fazer e vamos desistindo... desistindo de lutar, de olhar o próximo como semelhante e cada vez mais nos fechamos em mundos distantes. A correria da vida nos atropela e nos faz distanciar! Mas quando nos doamos ao outro é que verdadeiramente nos descobrimos. Nos descobrimos nas atitudes que nos fazem ver a vida com o valor que ela merece. Com o valor do amor!


beijinhos no coração,

Gisele

Sonia Schmorantz disse...

Olhamos o Haiti, não vemos o vizinho com dificuldades. Vemos os desastres ecológicos e cortamos árvores...enfim, vemos tudo que é grande, menos as pequenas mas não menos importantes coisas que acontecem ao nosso lado, as crianças nas janelas dos carros, familias morando embaixo de pontes, pais de familia desempregados, etc etc etc .
beijos menina, quem sabe um dia o mundo ainda acorda

Mel de Carvalho disse...

João,
há uma frase que me acompanha há décadas, tantas quantas medeiam a minha adolescência do quase meio século que tenho de vida, e que, tendo perdido o autor, no emaranhado das memórias, não perdi o sentido. Diz o seguinte:
"se não podes fazer grandes coisas, faz pequenas coisas de uma grande maneira" (+/- assim...)

É disso que falas, João, de forma clara. E foi/é, nesta identificação de propósitos que me reconheço par nestes teus textos, aos quais me associo em leituras, releituras e aturadas reflexões, grata por um dia ter encontrado este caminho.

Bem-hajas, pois, Maria João
pelo que escreves
pelo que nos induzes a, humanamente, reflectir. Agir é absolutamente necessário. Das palavras aos actos. No imediato, no agora.

Fraterno abraço
tua fã
Mel

Sandra disse...

Pelas pequenas coisas que realizamos, venho lhe oferecer um lindo selinho...
Deixo um carinho bem especial a vc. no blog da Curiosa, pela virtude que temos e o poder de desenvolver vários pápeis.
Passe lá e pegue.
É dado com muito crinho
Espero que goste.É feito com amor e ternura, para todas nós mulheres, que lutamos e superarmos os desafios..
Sandra

Ana Martins disse...

Amiga Maria João,
Deveria ser sempre e incondicionalmente assim, tristemente constatamos que não é!

Beijinhos,
Ana Martins

Carlos Albuquerque disse...

Façamos pois, Maria João, façamos!
O mais pequeno gesto que seja. A atitude menos percebida que pareça. A dádiva, sem pedido de reembolso. A entrega de um sorriso, por muito que o desprezem.
Façamos, pois!
Do abraço que temos, um em que muitos caibam, vindos daqui e dali, de toda a parte.
Porque por aqui passei e reflecti, vou adormecer de bem comigo próprio.
Obrigado.
Beijinho

AFRICA EM POESIA disse...

venho agradecero carinho que recebi.
o meu dia de aniversário é um dia muito feliz para mim...
Gosto de o viver intensamente . E mais uma vez...consegui.
um beijo pelo carinho deixado É Bom ter amigos.
Agora vou preparar a festa da minha nova paixão...o meu livro do Sporting.

A vida vale por estes Momentos.


um beijo

Sofá Amarelo disse...

Eu penso mesmo que a missão mais importante da humanidade é exactamente a solidariedade: todos dependemos de todos e não há nada que nos deixe mais realizados que poder contribuir para melhorar a vida dos outros. Eu sei que infelizmente nem todos pensam assim, o que torna o 'trabalho' dos que pensam mais difícil. Mas vale sempre a pena darmos um pouco de nós a quem precisa. Sem esperar nada em troca.

Obrigado também pela dádiva do teu post e pensamento! Um beijinho grande!!!

A.S. disse...

Maria João...

Deixo-te apenas três palavras, mas que têm o tamanho do mundo!

AMOR. SOLIDARIEDADE. FRATERNIDADE.


Um beijo...
AL

SILÊNCIO CULPADO disse...

Maria João

Esta é uma grande, grande mensagem.

É sempre possivel fazer algo por quem precisa só que muitos de nós sentem-se motivados quando se deparam com uma tragédia como a do Haiti e olham com indiferença para os pequenos "Haitis" com que convivem diariamente a cada esquina.

Abraço

Rosa Carioca disse...

Nem mais. Muitas vezes, algumas pessoas que participam de campanhas de solidariedade para construção de hospitais, escolas angariação de alimentos, roupas, para enviar para outros países; rejeitam aquele saquinho para a ajuda contra a fome, do nosso país.
Enfim... Para mim, "a caridade bem entendida começa por nós".

Teresa disse...

Olá Maria João
Prometi ao nosso amigo Carlos Albuquerque visitar alguns dos sites que ele indicou e vim aqui parar. Sabe que este seu post fez-me lembrar uma frase de Henry Dunant, o fundador da Cruz Vermelha: "Todos somos responsáveis por tudo perante todos".
Bjs