7 de janeiro de 2010

O Segredo


Sei que entrelaças os medos
Com a ira contida e o olhar desviado
Lanças ao vento o amor segredado
A vida sumida por entre os dedos

Sei que te escoltam dores imperfeitas
Que as penduras à noite no pico da lua
Que espalhas sonhos desfeitos na rua
E dormes menino de mãos insuspeitas

Sei que me abrigas em lugar ocultado
E às vezes lá vais, voando no sono
Tua alma rainha, vem ao seu trono
Resgatar do meu peito o colo guardado

Envolvidos os dois nesse nó
No segredo do invisível laço
A noite passa a ser apenas, e tão só
O nosso eterno e saudoso abraço

20 comentários:

Carlos Albuquerque disse...

Maria João.
Por onde se meteram as palavras de que necessito para comentar O Segredo!?
Medos entrelaçados, dores imperfeitas,noite que passa a ser apenas, e tão só, eterno e saudoso abraço!
Não venham, não venham palavras. Deixem-se estar. Remeto-me ao silêncio, assim ficando a contemplar a beleza deste poema.
Que sorte tenho!
Beijinhos

António Gallobar disse...

Olá amiga

Votos de um grande ano, um novo look no blog e ficou lindissimo, parabens adorei, assim como goste sempre das palavras poeticas que nos fazem meditar para desvendar os segredos.

Beijinho

Meg disse...

Maria João,

Ano novo, blog novo! E como está bonito este espaço!
Quanto bom gosto! Parabéns, minha amiga.
Depois ofereces-nos mais um dos teus bonitos poemas.
Li e reli enquanto me deliciei com
a música...
Deixo-te suavemente...

Beijinho

Mariazita disse...

Querida Maria João
Não sei se a questão está em ti ou se está em mim... mas à medida que o tempo passa a tua poesia torna-se, para mim, mais atraente.
Não imaginas a pena que tenho de não saber fazer poesia...
Penso que comecei a gostar de poesia mal aprendi a ler. As poesias dos livros de escola decorava-as rapidamente, e nas festinhas da escola o meu papel era sempre declamar poesia.
Pois, apesar de tudo isto, sou uma negação absoluta para a escrita. Não é uma tristeza?

Alonguei-me a falar de mim, e não disse o que estava implícito no início do comentário... que gostei demais do teu poema!
Parabéns, amiga.

Beijinhos
Mariazita

A.S. disse...

Maria João,

Um belo poema e uma excelente imagem!

"A noite passa a ser apenas, e tão só
O nosso eterno e saudoso abraço"

Lindooooooo!!!!!!


Beijos...
AL

Nova Civilização disse...

Querida Maria João,

sempre maravilhoso! nos faz penetrar no doce encanto das palavras. Nos leva como a pluma. Nos faz sonhar, imaginar e nos enxergar nessas linhas.

beijinhos

obrigada

Gisele

Sofá Amarelo disse...

O laço pode ser invisível, o nó pode estar no segredo, o abraço pode ser saudoso, mas será sempre eterno! Porque a eternidade das coisas não se escapa por entre os dedos como areia fina, a eternidade das coisas vive pendurada no pico da Lua...

. intemporal . disse...

.

. revejo.me neste bel.íssimo poema .

. como grito de dentro .

. na surdez da surdina .

. e saio . comovido .


. um bom fim de semana .



. paulo .

.

Mariazita disse...

Querida amiga
Hoje, excepcionalmente, publiquei um post. É dedicado à divulgação da Campanha Limpar Portugal.
Criei e publiquei um selinho, que gostaria que fosses buscar, e colocasses aqui na tua barra lateral.
Penso que devemos dar todo o apoio a uma acção tão bonita como esta.

Beijinhos
Mariazita

PS - Amanhã haverá Anita, claro.

APC disse...

Sobram das noites, os abraços..
Um grande ano pleno de realizações. Beijinho

Angela Ladeiro disse...

Bom Ano, muito inspirado. Passarei como sempre para beber das belas palavras, bem conjugadas e cheias de mistério para mim...Um abraço

Vieira Calado disse...

Muito bem escrito,

este seu poema!

Beijinho

Mariazita disse...

A TODOS QUE QUISERAM/PUDERAM APOIAR A CAMPANHA LIMPAR PORTUGAL O MEU GRANDE "BEM HAJA"!

POR ABSOLUTA FALTA DE TEMPO NÃO PODEREI AGRADECER A CADA UM INDIVIDUALMENTE.
POR ISSO FICA AQUI EXPRESSO O MEU PROFUNDO AGRADECIMENTO.
OBRIGADA PELA VOSSA COLABORAÇÃO.

BOM DOMINGO.

BEIJINHOS
MARIAZITA

Silvana Nunes .'. disse...

Salve o NOVO ANO !
Que ele venha coroado de muita LUZ, de PAZ e de Saúde. E que estejamos juntos por mais um ano.
Que Assim Seja !
Olá, como vai ? Estou aqui para divulgar um pouco da minha cultura, a história de nossos antepassados ( que amo muito e tenho receio que se perca em meio a essa enxurrada de informações que somos acometidos ultimamente) e, para isso, FOI DESSE JEITO QUE EU OUVI DIZER... começa o ano contando um pouco sobre esse espetáculo maravilhoso que é a FOLIA DE REIS ou REISADO, comemorado no dia 6 de janeiro. Aqui eu também coloco as famosas simpatias das Romã, muito utilizada no dia 6 de janeiro para atrair dinheiro. Para quem curte uma simpatia, vale a pena fazer.Venha conferir.
E para quem não conhece o meu espaço, convido a dar uma chegadinha até lá para conhecer o meu cantinho de histórias, o link está logo abaixo.
Que os bons ventos soprem a seu favor neste ano de 2010.
Saudações Florestais !
SIGA-ME em : http://www.silnunesprof.blogspot.com

Luis F disse...

Regressei ao teu mundo para ler e sentir o encanto deste belo espaço...

Como gostei de ler este segredo e de sentir as palavras. Obrigado pela partilha

Deixo uma onda suave...

"Não sou nada
Nunca serei nada.
Não posso querer ser nada.
À parte isso, tenho em mim todos os sonhos do mundo".
Álvaro de Campos (Fernando Pessoa)

Com amizade
Bj
Luis Ferreira

A.S. disse...

Maria João,

Vim reler-te... e rever-te!


Beijos
AL

Ana Martins disse...

Simplesmente lindo, adorei!!!!

Beijinhos,
Ana Martins

Nilson Barcelli disse...

"Envolvidos os dois nesse nó
No segredo do invisível laço
A noite passa a ser apenas, e tão só
O nosso eterno e saudoso abraço "
Todo o poema é muito bom, mas o final é soberbo.
Gostei imenso, querida amiga. Parabéns pela tua escrita.
Boa semana, beijos.

Angela Ladeiro disse...

Passei e desejo uma tarde,(futura) com menos chuva!

Fátima disse...

Maria João
Se de cada noite um abraço nos restar, então ao final poderemos dizer que fomos abraçados por toda uma vida.
Lindo o poema e seu cantinho também.
Tenha uma noite de abraços.