16 de dezembro de 2009

Ausências



Sinto que os passos te levam para longe
No sono absoluto dos dias
Arrancando da árvore o fruto gerado
Estarei onde me deixas
No exacto segundo onde me procuras
Além, onde saramos todas as feridas
E o amor tem formato de perdão


**

16 comentários:

DE MÂOS DADAS disse...

Querida amiguinha
Passei por aqui, já a tenho visto connosco a caminho do Advento.
somos muitos... Obrigada pela participação
"As palavras dos sábios são como aguilhões e os autores das compilações como balizas bem postas,tal é a dádiva de um pastor que é unico"Eclesiastes 12:11
Beijinhos da amiga Utilia

Cris Tarcia disse...

Olá Maria João!

A ausência doe muito, fica o vazio de quem foi, sei o que é isso.

Beijos e um lindo dia

António Gallobar disse...

Olá amiga Maria João

A ausencia doi sempre muito
os silencios, o tempo preciso e necessário para sarar feridas e depois, bom depois apenas e para rematar o perdão.`Amor é também isto.

Adorei, beijinho

Nova Civilização disse...

Querida amiga,

sinto tanto amor em suas palavras. A cada texto seu, a cada comentário aprendo muito com você. És tão humana, tão generosa . Especial! Sabes o quanto me identifico com você, não só por sermos Enfermeiras, mas principlamente por sentir essa pessoa que tú és, sensível ao próximo, amiga . Verdadeiramente amiga! Escreves sempre sobre o amor, sobre o perdão, sobre a vida .

obrigada você ! por sua delicadeza e generosidade!

beijinhos no coração

sua amiga brasileira,

Gisele

Mariazita disse...

Maria João
Soa a despedida, mas com retorno.
E o regresso será abençoado pelo perdão.
O Amor é assim - às vezes há separações... mas o reencontro tudo supera.

Beijinhos
Mariazita

Nilson Barcelli disse...

Este teu pequeno poema parece ter sido desenhado a régua e esquadro.
Porque é muito preciso.
Para além disso tem capacidade síntese, sonoridade, ritmo e imagens poéticas bem conseguidas.
Enfim, conseguiste tanto em tão poucas palavras. Parabéns, querida amiga, o teu poema é excelente (já me habituei, contigo, a padrões qualitativos elevados...).
Beijos.

Adolfo Payés disse...

Todo un placer leerte.. Excelente Poema..
Te dejo Un beso con cariño.

Te dejo mis mejores vibraciones de paz y amor para estas fiestas..

Es un placer leerte..
Suerte en todo..

Un abrazo
Saludos fraternos..

AFRICA EM POESIA disse...

com um beijinho ...

e com a certeza que sabemos para onde vamos e oque queremos


UNIÃO


Vamos dar as mãos...
Vamos juntar-nos...
Vamos pensar...
No nosso irmão...

Vamos unir-nos...
E pensar...

Que se cada um...
Deixar amar...
O coração...
De uma criança

Será outra vez Natal...

LILI LARANJO

A.S. disse...

Maria joão...

Um poema escrito na sombra dos dias...

Porém lembra que quanto maior for o tempo de espera, mais intenso será o momento do reencontro!

Beijos...
AL

SILÊNCIO CULPADO disse...

Maria João


O amor dói por isso é tão intenso.Seriamos nós capazes de amar se apenas fossemos felizes?
Mas vale a pena escrever um poema sobretudo quando nele cabem tantos sentimentos.


Abraço apertado

Vieira Calado disse...

As ausências podem ser penosas.

Ainda mais, nos dias festivos de reunião de familiares, ou amigos, que se aproxima.

Beijinho

mundo azul disse...

_________________________________


Um poema bonito, temperado de uma saudade que está por vir...


Beijos no coração e o meu carinho, Maria!


__________________________________

Sofá Amarelo disse...

Ausência deveria ser palavra banida dos dicionários e das vidas das pessoas ... se um dia eu for deputado ou algo parecido vou fazer uma proposta de lei para ausentar a ... ausência... para sempre!!!

. intemporal . disse...

.

. amiga Maria João,,, .

. venho apresentar os votos de um santo natal, e aproveitar para agradecer as visitas efectuadas durante o presente ano aos meus espaços intemporais .

. grat.íssimo .

. sempre e para sempre,,, .

. boas festas .

. paulo .

.

Meg disse...

Maria João,

Deste teu poema emana uma certa melancolia que julgo entender.
As ausências são tão presentes nesta quadra, minha amiga!
Por isso ela é tantas vezes muito dolorosa...
Muito obrigada pelo carinho

Tem um bom fim de semana.

Beijinho

Talita Prates disse...

Que bonito; quão singelo!

Um bjo, Maria!