12 de maio de 2012

Ser feliz a cuidar de quem sofre





Ser Enfermeira, fazer parte daqueles que se tornam mais Gente a cuidar de Gente, e sabem transformar os momentos em que a existência se torna tão breve e frágil, em oportunidades de coragem, vida e esperança, só pode ser um enorme privilégio e um incomensurável orgulho.



4 comentários:

Rogério Pereira disse...

Já fui enfermeiro
a tempo inteiro
e sei de que falas

Quanto ao video, quase me convenceu que sou feliz... quase, foi por um triz...

Andy disse...

um enorme privilégio,
e uma grande coragem, esta caminhada...

que bela homenagem, querida amiga!
:-) um abraço!

Lídia Borges disse...

Nunca será demais realçar os gestos, as palavras, a dedicação, a grandiosidade daqueles que são capazes de separar o essencial do supérfluo, fazendo das suas vidas uma jornada em benefício dos outros, dos que mais precisam.

Bem-hajam!

Um beijo

Beatriz Pedro disse...

É preciso vocação, para além de gostar muito do que se faz.