1 de fevereiro de 2011

Imperfeição



Aceitar a imperfeição de alguém, é compreender a nossa própria condição, e o quanto todos somos incrivelmente parecidos, embora julguemos que não.



12 comentários:

Mel de Carvalho disse...

Quão imperfeita me sinto, minha amiga... a luta por mim própria para me poder dar aos demais, eterna...

Beijo com carinho e admiração.
tua amiga
Mel

Nova Civilização disse...

Amiga,

palavras de vida!

obrigada,

P.S: estou voltando a internet aos poucos. Estive de férias com as filhotas e agora o período escolar está começando. Muita correria...

beijinhos no coração

Gisele

Lídia Borges disse...

Ao reconhecimentos da [nossa] imperfeição corresponde a consciência de um outro conceito que se lhe opõe - a perfeição. Assim, saber-nos imperfeitos é já ter um caminho diante dos olhos que nos redime e nos impulsiona, no sentido da busca por um ideal de aceitação, compreensão e convivência sadia com tudo o que nos rodeia.

Deixo a minha admiração pela escolha depurada, nos temas que abordas.
Um prazer ler-(te)

Beijo meu

manuela baptista disse...

verdade, Maria João?

eu sou parecida consigo?

então já é meio caminho andado para a perfeição!

com uma pétala a mais
com uma pena a menos
com um acento grave em vez de um agudo
com um caracol no cabelo, em vez de um liso aveludado
com um tom mais claro
com um moreno mais escuro

com um sorriso largo como um rio!

"quem somos, quando nos olhamos?"

os outros!

um beijo

manuela

BRANCAMAR disse...

Maria João


Somos todos tão fofinhos como estes dois bébés? :))

Grande verdade dizes em tão poucas palavras e isso resume-se apenas em amor e o amor é tolerente, compreensivo, vive em busca das razões de tudo e tudo perdoa, enfim é AMOR.

"Amai-vos uns aos outros, como eu vos amei".

Beijinhos
Branca

Jaime Latino Ferreira disse...

MARIA JOÃO


Querida Amiga,

Tentando escrever parecido mas diferente, sempre imperfeito aquilo que nesta página escreveu, então, direi:

Se somos parecidos na nossa própria imperfeição essa é, então, a nossa condição maior.

Um beijinho


Jaime Latino Ferreira
Estoril, 1 de Fevereiro de 2011

Dulce AC disse...

Aceitarmo-nos com amor nas nossas imperfeições, é afinal um caminho para crescermos em direcção a um ou outro detalhe numa perfeição maior e isso é compreender e aí aprendermos a aceitar as diferenças que existem nos outros, que afinal não são mais, muitas vezes, que reflexos do que também somos...Aceitarmos que a imperfeição também pode afinal revelar-se numa Arte, porque a vida ganha então um outro sentido, mais fraterno.

Poucas palavras para dizerem uma tão grande verdade que importa tenhamos sempre presente.

Gosto sempre muito do que escreves João...mesmo muito.

Muitos beijinhos num abraço grande grande de ternura.
Dulce

Mar Arável disse...

Todos imperfeitos

e tão diferentes

Bj

AC disse...

Maria João,
A imperfeição e o desassossego são nossa condição. Mas também o sonho...

Beijo :)

Nilson Barcelli disse...

Todos somos imperfeitos...
E muitos até na falta de humildade para aceitar as imperfeições próprias e/ou de terceiros.
Fizeste uma reflexão interessante. Gostei.
Beijo, querida amiga.

Virgínia do Carmo disse...

Conheço pessoas infelizes porque são intolerantes com elas próprias, não aceitam a sua própria imperfeição... como podem, pois, aceitar a dos outros?

e da intolerância nasce a amargura...

Beijinho, João!

(sempre profundas as tuas palavras...)

Sofá Amarelo disse...

Acho que ,mais que parecidos somos todos tão iguais... quando necessitamos de tenção, de carinho, de protecção... não há imperfeição quando há compreensão!