29 de outubro de 2009

Hoje canta o poeta...



PEDRO HOMEM DE MELO







CUIDEI QUE TINHA MORRIDO




Ao passar pelo ribeiro
Onde às vezes me debruço
Fitou-me alguém corpo inteiro
Dobrado como um soluço
Pupilas negras tão lassas
Raízes iguais às minhas
Meu amor quando me enlaças
Por ventura as adivinhas
Meu amor quando me enlaças

Que palidez nesse rosto
Sob o lençol de luar
Tal e qual quem ao sol posto
Estivera a agonizar
Deram-me então por conselho
Tirar de mim o sentido
Mas depois vendo-me ao espelho
Cuidei que tinha morrido

Cuidei que tinha morrido



.... na voz de Amália Rodrigues

10 comentários:

Mariazita disse...

Amiguinha
Sintonia perfeita e absoluta!

Gosto muito de fado, adoro ouvir a Amália, e este fado é lindíssimo.
Pedro Homem de Mello, como eu referi, foi um dos poetas que compôs para Amália.

Recebe a * que te mando para alumiar os teus sonhos, que desejo sejam velados pelos anjos.

Beijo carinhoso
Mariazita

Cris Tarcia disse...

Ola ! Linda poesia e o fado tb, la no meu cantinho tem um Selinho pra vc Amigo do Coração, com todo carinho.

Beijos e uma noite

Adolfo Payés disse...

Me has hecho suspirar con tus versos..

Precioso..

Un abrazo
Con mis
Saludos fraternos de siempre...

Sonia Schmorantz disse...

Lindíssimo! Foi emocionante ouvir...
beijos

Angela Ladeiro disse...

O que é belo, é intemporal. Gostei de vir aqui encher a alma

Nova Civilização disse...

Querida Maria João,

Lindo, lindo, lindo...Simplesmente lindo!!! Você me acertou em cheio. Mexeu com a minha emoção, pois eu amo fado. Como sempre, os seus pequenos detalhes nos enchendo de sentimentos, nos alimentando a alma!

Obrigada pela sua sensibilidade.Por sua alma de poeta.
Beijos,

Gisele.

Nilson Barcelli disse...

Gosto do poeta (ele e ela cantaram a minha terra, perto da tua...) e deste poema.
Querida amiga, bom fim de semana.
Um beijo.

Penso logo existo disse...

Excelente poema, lembrando que todos temos Amália no coração, fantastico ficar e ouvir...

Parabens amiga Maria João
Beijinho
Gallobar

Sofá Amarelo disse...

Amália cantou grandes poetas, além de ela própria fazer muitos dos poemas que cantava - um livro dela de poemas é um dos meus permanentes livros de cabeceira!

Ou não tivesse (ainda tem) Amália tanta influência na minha vida!

Tony Madureira disse...

O poema é lindo...