8 de outubro de 2009

Dasabafos


Inundaram-se teus olhos gratos
Procurando alento, os perdidos
Caíram do ninho desfeito
Restos de orvalhos feridos

Pousaram nos meus já cansados
Que de sol e lua se atrevem
Mesmo que nada levem
Os teus lá, ficam guardados

Esconde em mim teus segredos
Virás buscá-los um dia
Com eles enxoto os meus medos
Sem eles, não sei que seria

Despe então o desalento
Que te amarra a corrida
Mais do que este momento
A tua missão é a vida

E ao vento lanço teus ais
Essa busca amargurada
Se não sabes bem como vais
Segue nua, vai sem culpa, vai sem nada

12 comentários:

Cris Tarcia disse...

Bom dia! Que bom que estas ai. Linda poesia, revela muita emoção de um coração. A foto é linda tambem. E como esta ai em Portugal? Aqui em Belo Horizonte, Minas Gerais, ontem a noite chuveu forte. As plantas adoram. Adorei o seu post.

Um lindo dia cheio de luz e brilhos

António Gallobar disse...

Olá amiga Maria João

Mas que maravilhosa poesia, adorei mesmo e fico a pensar nas belas palavras

"E ao vento lanço teus ais
Essa busca amargurada
Se não sabes bem como vais
Segue nua, vai sem culpa, vai sem nada "

Belissimo muitos parabens
Beijinho

Carlos Albuquerque disse...

Maria João,
De há muito deixei a longa e obscura fila da incompreensão e da abstracção do mérito alheio.
Passei a viver na minha aldeia dos afectos, da sedução pelo belo, do abraço, sem esforço, ao conhecimento de outros que me permitem a partilha.
Estava certo, quando um dia me juntei aos seguidores do "Pequenos detalhes".
Tenho vindo a encontrar cada vez mais cor e sentimento como no último "Mulheres de arte e coragem" e, agora, neste belo "Desabafos".
Não pare, Maria João, precisamos de a continuar a ler!
Como julgo que sabe edito, de quando em vez, no meu blog, a página "Interagindo na Blogosfera".
Gostaria de lá colocar este seu poema, bem como a foto que o ilustra, se o autorizar.
Um beijinho

ZezinhoMota disse...

Gostei da poesia e mais do envolvimento da mesma...

Saudações poéticas.

Porto-Portugal

ZezinhoMota

(A Poesia do Zezinho - http://zezinhomota.blogspot.com)

Cris Tarcia disse...

Ola! Que bom receber a sua visita , escolho os textos com muito carinho, fico feliz que esta gostando.

Um beijo

Cris Tarcia disse...

Aqui em Bh chuveu demais, eu gosto de chuva me deixa pensativa, sabe sou daquelas que gostam de chuva, um chocolate quente e um bom livro e claro ficar em casa sentindo o calorzinho do lar.

Beijos

Suh disse...

Oi amiga querida!
Obrigado por aparecer, ando sem tempo para o meu cantinho, tenho sentido falta dele.
Vim deixar-te meu abraço carinhoso e desejar um final de semana perfeitinho.
Beijos.

MCampos disse...

"A tua missão é a vida", a sua, Maria João, é escrevê-la. Gostei muito do seu poema, principalmente o final.


Um beijinho. Bom fim-de-semana.

Nova Civilização disse...

Simplesmente lindo e belo... nos conecta a leveza do existir. Vontade de voar!
Amei o slide do bebê de enfermeira.
A nossa profissão é muito mais que isso.É uma missão, as vezes demoramos a entender, mas quando a descobrimos de verdade só temos a agradecer a Deus por ter nos confiado tamanho aprendizado, pois de certo aprendemos muito mais com o próximo, principalmente nos momentos mais frágeis das suas vidas. Aprendemos a cada vez mais a sermos mais próximos e a respeitar vidas.
Beijos,

Gisele.

Sonia Schmorantz disse...

Teus poemas são um encanto!
beijo, lindo final de semana

Demóstenes disse...

Não sei se o uso constante se sibilantes, numa espécie de aliteração consonante, foi intencional.

De qualquer forma, gostei bastante.

Parabéns.

Hei-de voltar.

maria teresa disse...

Lindos os seus poemas!
Admiro muito quem assim consegue registar o que sente e o que pensa!
Parabéns!