20 de março de 2009

QUERO

Quero que todos os dias do ano
todos os dias da vida
de meia em meia hora
e 5 em 5 minutosme digas:
Eu te amo.Ouvindo-te dizer:
Eu te amo,creio, no momento, que sou amado.
No momento anterior
e no seguinte,como sabê-lo?
Quero que me repitas até a exaustão
que me amas que me amas que me amas.
Do contrário evapora-se a amação
pois ao não dizer: Eu te amo,desmentes
apagas teu amor por mim.
Exijo de ti o perene comunicado.
Não exijo senão isto,isto sempre, isto cada vez mais.
Quero ser amado por e em tua palavra
nem sei de outra maneira a não ser esta
de reconhecer o dom amoroso,
a perfeita maneira de saber-se amado:amor na raiz da palavra
e na sua emissão,amor
saltando da língua nacional,amorfeito som
vibração espacial.
No momento em que não me dizes:
Eu te amo,inexoravelmente sei
que deixaste de amar-me,que nunca me amastes antes.
Se não me disseres urgente repetido
Eu te amoamoamoamoamo,
verdade fulminante que acabas de desentranhar,
eu me precipito no caos,essa coleção de objetos de não-amor.


Carlos Drummond de Andrade

6 comentários:

lobices disse...

...grato pela visita e amáveis palavras
...um bom FDS
...um abraço

Daniel Costa disse...

Maria João

Edidentemente, o amor de deve ser sempre alimentado co o dizer: eu te amo! Há sempre que tenha sempre necessidade aboluta que lho repitam, mas pode recultar cansaço.
Daniel

Mariazita disse...

Querida Maria João
Concordo inteiramente com Carlos Drumond de Andrade, de quem sou fã.
Não basta amar, é preciso, importante, premente...dizer: eu te amo - amo-te, em Portugal :)))
O problema de muitos casais que se amam é exactamente não o dizerem.

Ele pensa - ela sabe.
Ela pensa - ele sabe.

Pois...os dois sabem, mas ambos precisam de o ouvir.
Não há que ter medo de dizer: amo-te!, alto e em bom som, para "o outro" saber, e todo o mundo saber
também!!!

O Amor é lindo, querida amiga, não há porquê escondê-lo.

Uma noite feliz.

Beijinhos
Mariazita

O Profeta disse...

O silêncio da solidão mora em meus olhos
Revela-se na tristeza, retém a palavra amarga
Tem a nudez de um aguaceiro de Maio
Uma garganta presa em grades que a voz embarga

Hoje a Ilha acordou presa ao silêncio
Os pássaros voaram no chão de barro frio
Esqueceram-se de subir ao azul
Lavaram as penas nas águas de um rio


Convido-te a descansar a alma nas minhas pedras de Ouro

Boa semana


Mágico beijo

SILÊNCIO CULPADO disse...

Maria João

Terá a vida um sentido
em que o amor não seja ouvido?
Para que trabalham nossos braços?
Para que sonham nossos pensamentos?
Para que olham nossos olhos tantas flores campestres?

Só o amor nos dá sentido à vida mesmo quando nos faz chorar.

Abraço

TaPê disse...

ha coisas que embora nao nos pareça ficam-nos encrostadas na nossa mente... hoje saltam-me á vista algumas daquelas conversas e conselhos que me deu...

um obrigado...
um abraço para si e para todo su :)