24 de agosto de 2011

Gestos




Pega na folha amarelecida onde somaste os dias e espreme-a, até sentires caírem dentro de ti todos os gestos moribundos de que te esqueceste. É deles que tens de cuidar antes que a vida te morra, e tu com ela, sem te dares conta.



15 comentários:

Mel de Carvalho disse...

Minha querida João,
ser capaz de extrair de uma folha amarelecida a "água", fonte de vida, é, por si só, poesia pura e reinvenção dos gestos e das vontades.
O quanto dizes em tão pouco, e o quanto gostaria de ser assim e não "prolixa" ...

Beijo com muitas saudades e igual admiração
Mel

AC disse...

Maria João,
O post é feito de límpidas e escorreitas palavras, gesto sereno resultante de muitas triagens...

Beijo :)

Rosa Carioca disse...

Essa é a nossa árdua missão: reciclar os nossos gestos moribundos.

Lídia Borges disse...

Como se um renascer cíclico acontecesse em cada gesto cuidado.
E acontece!...

Saudades de te ler!

Um beijo

BRANCAMAR disse...

Regresso lindo Maria João, nas palavras e na imagem.
Cuidar os gestos
e os afectos é tudo quanto a vida nos dá de retorno, sem que o esperemos e porque nada esperamos, em cada esquina nos surpreendemos.

Beijo

Mar Arável disse...

Um bom pensamento

só porque é seu

Rogério Pereira disse...

Sabes que só os poetas morrem
se não puserem os gestos muribundos em dia?
Eu... Eu não sabia.

(fiquei a saber
depois de te ler)

Sonhadora disse...

Minha querida

Por vezes os gestos ficam presos nas mãos e temos que fazer tudo para os desprender.
Como sempre o que escreves vai muito além das palavras que os nossos olhos vêm.

Deixo um beijinho com carinho
Rosa

Filoxera disse...

Há que fazer, diariamente, algo que nos faça sentir que estamos, efectivamente, vivos...
Beijos, amiga.

Andy disse...

E porque o tempo não nos espera... e tanta coisa de que já me perdi e outras tantas que me encontraram!

Lindo, amiga!
Beijinho grande

Bergilde disse...

É necessário renovar a cada amanhecer!
Abraços começando a acompanhar daqui também.

Cadinho RoCo disse...

Intenso!
Cadinho RoCo

Ana Martins disse...

Boa noite Maria João,
Pensamento profundo e tão intenso! É cuidando dos gestos que exprimimos os afectos.

Beijinho,
Ana Martins

Sofá Amarelo disse...

Gestos moribundos podem definir os contornos da vida mas não os tornam vincados...

Virgínia do Carmo disse...

Que belo gesto em tão belas palavras.
Um "poema" imenso.

Beijinho muito grande